Confissões de Fé

O poder das palavras que saem da nossa boca

29/06/2019
O poder das palavras que saem da nossa boca
PROCURANDO UM ALIMENTO ESPIRITUAL?

Cadastre-se e receba um devocional diariamente no seu e-mail

Todo mundo já ouviu dizer que as palavras têm poder. Mas têm mesmo? Qual o poder das palavras realmente? De onde vem a ideia que palavras são tão importantes assim?

Apesar de muitas pessoas falarem sobre isso de forma natural, esse conceito tem base bíblica. Ou seja, pensar no que certas palavras podem causar não é apenas misticismo, coisa de gente positiva ou uma crendice. De fato, palavras faladas pro bem ou pro mal podem construir ou destruir totalmente pessoas e situações.

Veja só o que o livro de Provérbios diz:

“A morte e a vida estão no poder da língua;  o que bem a utiliza come do seu fruto.”
Provérbios 18:21

Muito sério isso, não é mesmo?! A própria Bíblia, que é a Palavra de Deus, nos alerta que comeremos os frutos (viveremos as consequências) do que falamos com os nossos lábios. E isso não vale apenas para nós, mas para pessoas que ouvem e recebem o que falamos.

Vamos entender, então, quem deu este poder às palavras? Por que elas podem ser tão construtoras ou destruidoras?

Desde a criação o mundo, o poder das palavras é notório

Deus poderia ter criado o mundo de muitas formas. Sendo Deus, Ele poderia simplesmente ter imaginado ou “estalado os dedos”, igual vemos nos filmes, mas não. Ele fez questão de verbalizar o que Ele estava criando e, assim, deixar registrado em Sua Palavra que as coisas obedecem a uma ordem audível. Deus fala:

“Pela fé – ao crermos em Deus – sabemos que o mundo e as estrelas, de fato, todas as coisas foram feitas mediante uma ordem (palavra) de Deus; e que foram feitos do nada.”
Hebreus 11:3 – Bíblia Viva 

“…assim é a minha palavra. Quando Eu falo, ela sempre produz o fruto que desejo, sempre traz o resultado  que determinei.”
Isaías 55:11 – Bíblia Viva

Deus expressou através da Sua fala o que estava dentro dEle – a Sua vida – e fez com que as coisas se materializassem neste mundo.

A Bíblia diz que nós, seres humanos, fomos criados à imagem e semelhança de Deus (Gênesis 1:26), tendo a mesma natureza que Ele. Somos formados por espírito, alma e corpo. Ele nos deu uma voz para ser a expressão daquilo que cremos. Por isso, o que falamos também produz vida ou morte.

É claro que não somos deuses e não temos a capacidade de criar coisas na natureza, mas vivemos numa atmosfera espiritual, onde tudo que falamos produz algo, já que somos cercados por uma nuvem de testemunhas.

“Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé.” Hebreus 12:1-2

Pensamentos e crenças resultam em palavras

Somos capazes de produzir com palavras, principalmente, porque somos semelhantes a Deus, como você acabou de ler, mas também porque falamos aquilo que cremos.

Uma frase “pesada” pode até parecer uma fala aparentemente inocente, sem muita pretensão, mas, quando algo ruim chega no ponto ser dito, significa que aquilo estava dentro de nós.

Às vezes, conseguimos controlar o impulso de falar algo não tão agradável na frente de pessoas que não queremos decepcionar, mas, em algum momento, aquilo que pensamos e cremos vai “escapulir”.

Quando existe o hábito de falarmos agressivamente, com ódio ou desejo de vingança, pode ter certeza que elas não são meras palavras; são sim a expressão de algo que pensamos e acreditamos.

Isso acontece porque é impossível desassociar a fala dos pensamentos e da crença.

Funciona assim:

Pensamos >> Cremos >> Expressamos em palavras e atitudes

O problema é que nem sempre temos uma consciência muito apurada do que pensamos e cremos. No entanto, se prestarmos atenção às nossas palavras, elas serão um ótimo termômetro para avaliarmos no que andamos pensando e que tipo de crença estamos alimentando.  

Como podemos usar o poder das palavras em nosso favor?

Em primeiro lugar, é preciso criar o hábito de prestar atenção ao que falamos. Se esta consciência sobre o poder das palavras estiver em alta na nossa vida, temos condições de corrigir as declarações erradas que temos feito. Melhor ainda: podemos usar os nossos lábios como instrumento de vida!

Mas, mesmo com as “antenas ligadas” e com um diagnóstico bem definido, não vai adiantar treinar boas confissões se o nosso interior não for tratado corretamente.

Como resolver, então? Encha-se de Deus e da Sua Palavra! Essa é a garantia que você alimentará os melhores pensamentos e que fortalecerá a sua fé em Deus.

Você se lembra do esquema? Pensamos > Cremos > Expressamos em palavras e atitudes.

Na prática, você precisa ter comunhão constante com Deus para que os pensamentos carnais, que ainda estão dentro de você e são inspirados pelo inimigo, deem lugar aos pensamentos de Deus que estão em Sua Palavra.

É uma questão de espaço e de escolha, entende? A sua mente pode dar espaço para os pensamentos naturais (os da sua carne) ou para os espirituais.

Como pensar de modo correto, então?

  • Lendo a sua Bíblia diariamente. Não precisa ser um trecho grande, mas, antes de ler, peça ao Espírito Santo para falar com você. Isso se chama revelação. A revelação da Palavra de Deus acontece quando o que lemos ganha vida e vai de encontro a algo que você precisava ouvir naquele momento. Comece pelo Novo Testamento, se você ainda não tem prática de ler a Bíblia.

  • Fale com Deus. Lembre-se que Ele está em você, através do Espírito Santo, e quer ter um relacionamento contigo. É muito saudável que você separe um tempo por dia para orar, mas você pode conversar com Deus o dia inteiro, em qualquer lugar. 

  • Não deixe de congregar e de estar em comunhão com pessoas da mesma fé que você. É muito importante você fazer parte de um corpo e não viver isolado.

  • Ouça mensagens edificantes duarante a sua semana, leia bons livros cristãos, ouça músicas de Deus.

  • Treine a sua fala. Policie-se mesmo! Na hora de falar algo negativo, algo relacionado ao fracasso ou fazer uma reclamação, afirme pela fé o que a Palavra de Deus diz! Fale das Suas promessas e da Sua fidelidade!

Quanto mais você encher a sua mente da Palavra de Deus e estiver em sintonia com Ele, mais você terá facilidade de expressar coisas boas em palavras e também em atitudes.

>> Existe um e-book que vai te ajudar a manter uma rotina devocional com Deus. Baixe aqui.

Decida hoje plantar boas sementes com os seus lábios

As palavras que você diz hoje são sementes que estão criando o seu futuro. Se você disser com fé, em concordância com a Palavra de Deus, você será exatamente aquilo que tem dito a seu respeito. Além disso, as coisas e pessoas ao seu redor também obedecerão este princípio.

Principalmente, se você é pai ou mãe, deve ter muito cuidado com o que fala sobre ou para os seus filhos! É uma grande irresponsabilidade plantar sementes de inferioridade, descrédito, agressividade, mentira ou outras coisas do tipo na vida de seres humanos que estão em formação.

Mateus 12:37, na Bíblia Viva, diz assim: “…as suas palavras agora refletem o seu destino depois…”.

As palavras expressam o que cremos. Deus sempre segue a lógica da parceria: crer + confessar = sobrenatural!

Hoje mesmo, você pode começar a usar melhor as suas palavras! O resultado serão frutos maravilhosos que você colherá mais adiante!

oh h

 

Olá, tudo bem?

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

>