Estudos

Sentir medo é normal?

Helio Peixoto
Escrito por Helio Peixoto em 19/11/2016
Sentir medo é normal?
Quer saber como ser bem-sucedido?

Siga a direção certa! Cadastre-se e receba gratuitamente um ebook sobre o tema

SENTIR MEDO É NORMAL?

Se você parou para ler este texto é porque, provavelmente, já foi, está sendo ou conhece alguém que vive atormentado pelo medo.

Parece inevitável sentir medo, não é? Medo de fracassar, medo de tentar, medo da solidão, medo de andar nas ruas, medo de adoecer e de não achar cura, medo de ficar velho, medo de morrer, medo de altura ou de lugar fechado, medo de não conseguir e tantos outros… Você se identificou com algum deles?

“Como não se sentir inseguro no mundo em que vivemos? É normal sentir medo…”. Será?

O texto que você vai ler a seguir não é autoajuda, alguma técnica inovadora ou conselhos de alguém experiente. O texto que você terá acesso a partir daqui é a cura desta doença maligna chamada MEDO.

Nós não vamos tratá-lo dando um analgésico para aliviar os sintomas, como se faz com a febre, resolvendo momentaneamente o problema gerado por alguma infecção, bactéria etc.

Nós vamos tratar a raiz do medo e você verá que não precisa mais tolerá-lo, conviver com ele, aceitar que ele seja amenizado apenas ou ser privado de viver dias felizes por causa dele.

Você vai descobrir que o medo é muito mais que um sentimento, um distúrbio ou uma fraqueza. O medo é um mal espiritual e precisa ser tratado desta forma!

Acredite: Deus quer mudar a sua vida! Ele te ama e a libertação deste mal é direito seu! Por isso, livre-se do medo a partir de agora!

Todos acham que o medo é um sentimento, mas…

Se você sente medo, você não é um fraco, nem um doente. O medo pode ter adoecido você e te tornado limitado, mas porque você não usou as armas certas. Que armas? É uma guerra? Praticamente, sim. Você vai entender por que estou dizendo isso.

Acabamos de falar que ele é um mal espiritual, então, vamos ver o que a Bíblia diz a respeito dele?

“Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.” (2 Timóteo 1:7)

Esta frase curta é a base do que vamos falar. Repare que ela fala sobre o “espírito de covardia”, que também pode ser espírito de timidez ou medo, como outras versões usam.

O primeiro ponto que você precisa entender é: o medo não é um sentimento pura e simplesmente; ele é um espírito maligno.

Dizemos que sentimos medo, mas sentimos medo porque deixamos um espírito das trevas entrar na nossa vida e nos influenciar. De que forma? Pela mente.

Um pensamento aparentemente indefeso é lançado pelo inimigo (o diabo) e é acolhido de forma inocente, sem você fazer ideia que, depois que ele entrou, ele convidará outros pensamentos igualmente destrutivos e outros espíritos tão diabólicos quanto ele para detonar o seu interior, roubar a sua paz e até prejudicar o corpo com doenças!

Como evitar que isso se desenvolva? De forma bem simples e direta: enchendo-se de Deus e da sua Palavra, que contém as Verdades que vão te fortalecer e te inspirar de tal maneira que o medo não terá mais nenhum espaço!

Neste versículo de 2 Timóteo 1:7, diz que Deus não tem nos dado espírito de medo, mas de poder, de amor e de moderação, que garantem um equilíbrio, uma disciplina e um autocontrole. Ou seja, Deus colocou o medo de um lado e o amor/poder/moderação do outro. Eles são totalmente opostos!

Para fixar:

O medo não é um sentimento; ele é um espírito maligno que só causa destruição. Em compensação, Deus nos deu o seu amor, o seu poder e a sua moderação para combatê-lo!

Mas o que o medo tem a ver com o amor?

Tudo. Essa passagem explica:

“No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.” (1 João 4:18)

Esse amor aqui não se refere ao amor carnal, mas sim ao amor perfeito, que é uma pessoa: Deus. Se você estiver cheio de Deus, o amor que há nele e que nos preenche será o antídoto para o medo. Cheios de amor (de Deus), o medo é lançado para bem longe de nós!

A atmosfera temerosa em que vivemos não vai mudar, sinto muito te dizer. Pelo contrário, ela vai piorar. Os dias são maus e a Palavra de Deus é clara sobre isso. Então, se ficarmos reféns do que acontece do lado de fora, teremos a nossa alegria e o prazer de viver cerceados.

Quando somos aperfeiçoados por Deus e pela Sua Palavra, certos sobre o cumprimento de suas promessas, o medo pode surgir, mas a certeza se instala e toda essa insegurança promovida pelas coisas exteriores é expelida.

Não existe nada mais demoníaco, que é capaz de prender, de atar as mãos, de cegar a nossa mente, de atormentar, de controlar a nossa alma do que a ação do medo.

É por isso que a Bíblia tem mais de 60 referências deste assunto, em que Deus fala enfaticamente: “Não temas!”. Mas é somente Deus (o seu amor) que alimenta a nossa coragem, que nos dá força para vencermos e que nos conforta, trazendo sua paz incompreensível. 

Para fixar:

O único antídoto eficaz, verdadeiro e definitivo para o medo é o amor. Deus é o próprio amor. Se você estiver cheio, lotado, confiante neste amor, o medo irá embora!

 

Você vai deixar o medo te dominar até quando?

Deus te ama tanto, que ele quer que você viva bem. Ele não quer que você seja dominado pelo pavor, pela insegurança, pela preocupação, ou seja, por nenhum desequilíbrio.

E como Ele é capaz de nos deixar seguros? Através do que Ele diz em Sua Palavra. Ele nos promete proteção, provisão, companhia, solução, cura e os mais variados cuidados através das suas promessas e aliança que tem conosco.

Veja que tremendo refrigério para a sua alma este verso:

“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.” (Isaías 41:10)

Existem inúmeros outros exemplos na Bíblia, mas você precisa CRER no que Deus diz para que as promessas passem a fazer efeito em você! Isso quer dizer que, para se livrar do medo, você precisará exercitar sua fé!

O medo é um espírito atormentador gerado por um pensamento de incapacidade de cuidar, proteger, de guardar, de conquistar, de vencer. O medo é uma reação à incapacidade de dar solução a algo.

Um pensamento do tipo “E agora? O que vai ser de mim e da minha família?” é lançado na mente e acolhido no interior; outro pensamento pior vem à tona e assim vai. A angústia é gerada, a ansiedade e a preocupação tomam conta e, quando você vê, está totalmente dominado pelo medo.

Mas, se você parar para analisar essa bola de neve, perceberá que a fé foi deixada de lado há muito tempo… o medo e a fé não dividem o mesmo espaço.

Se você abraçou o medo com toda vontade, a confiança de que Deus cuida de você e que resolverá as suas situações por causa do amor que Ele tem por você, foi embora.

Para fixar:

Se o medo entrou e dominou a sua vida, é porque você deixou de crer no cuidado e na proteção de Deus. Você passou a crer mais na destruição que o inimigo pode fazer na sua vida do que na salvação que Deus te oferece.

Entre na batalha mental contra o medo

Não existe batalha mais real e difícil do que a de pensamentos. Se estivermos em uma guerra e vermos o nosso inimigo, é fácil atacá-lo porque ele está diante de nós. Mas e aquilo que não vemos?

A mais alta forma de escravidão que o inferno tem sobre a vida do homem não é uma manifestação diabólica porque ela acaba assim que o nome de Jesus é declarado; a forma mais cruel que o inimigo escraviza as pessoas é através da mente; é fazendo a pessoa pensar como ele quer.

O segredo de controlar o medo está em não deixar que cresçam as sementes de engano que são lançadas na mente. O que são estas sementes? São os pensamentos que afirmam o contrário do que a Palavra de Deus nos diz.

Esteja atento ao que chega para você, seja seletivo com o que você assiste, sobre o que você conversa, aonde você anda. Esteja ligado para ignorar ou repreender ideias que vão no caminho oposto ao que Deus diz para você. Da mesma forma que a fé vem pelo ouvir, o medo também vem pelo que ouvimos e vemos, nos fazendo chegar a conclusões temerosas.

Se o inimigo ganhar um ponto de apoio na sua mente, mais cedo ou mais tarde, ele vai bloquear a ação da Verdade na sua vida. Isso fará que você dê mais crédito aos pensamentos temerosos do que à Verdade da Palavra. Não seja veladamente controlado pelo inimigo!

Então, o que você deve pensar?

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” (Filipenses 4:8)

Faça um filtro, uma seleção em seu interior. Se os pensamentos não estiverem de acordo com esta passagem, delete-os! Esse vai ser um esforço que você precisará fazer.

Um pequeno problema, muitas vezes, é amplificado por causa de uma inspiração do mal. O inimigo tira os nossos olhos do problema, projeta uma luz nele e faz com que olhemos para a sua sombra, ou seja, ele fica muito maior do que é!

Por isso, cuidado com a imaginação temerosa! Você não vai conseguir controlá-la na sua força, mas fazendo da Palavra de Deus o seu fundamento e escudo.

Se você quiser vencer o medo, é fundamental renovar-se diariamente com a Palavra, através da leitura, meditação, oração. Separe tempo para Deus e para ouvir aquilo que te edifica! A imagem de um Deus amoroso, cuidadoso e bom tem que crescer no seu interior!

Pensando certo, você, automaticamente, dará declarações certas também!

Para fixar:

A verdadeira batalha que existe é a de pensamentos. Quando um pensamento que não se encaixa em Filipenses 4:8 chegar para você, simplesmente não aceite-o! Esteja atento e pronto lutar contra os pensamentos naturais. Separe tempo para a sua comunhão com Deus! São as Verdades da Palavra que gerarão em você a imagem da vitória!

Não tenha medo de ser mal sucedido

Deus nos deu talentos, habilidades e dons singulares. Ele confia que nós somos capazes, porque Ele nos capacita. Você sabia que ninguém fará tão bem aquilo que Deus escolheu você para fazer?

Mas e as dificuldades? Nós sempre teremos desafios acima da nossa capacidade! Às vezes, naturalmente, não conseguiremos transpô-los, mas, sobrenaturalmente, sim.

Se esperarmos alguém valorizar o que sabemos fazer ou nos incentivar, poderemos enterrar aquilo de precioso que Deus nos entregou por medo de tentar e ousar. As trevas sempre nos depreciarão, quando a Palavra de Deus nos valoriza. Elas tentarão interferir de todo jeito na nossa autoimagem!

Por isso, não deixe os rótulos, uma autoimagem distorcida, a timidez, o sentimento de incapacidade, a vergonha e a insegurança embrulharem aquilo que Deus concedeu apenas a você. É seu e de ninguém mais.

“Porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis.” (Romanos 11:29)

Posicione-se na confiança em Deus, use e desenvolva os seus talentos! Não deixe o medo te paralisar, sufocar os teus sonhos e te tornar uma pessoa frustrada.

Você tem valor, você é filho de Deus, visto como muito precioso aos Seus olhos! Fixe a sua atenção na imagem correta: veja-se como Deus te vê!

Para fixar:

Não seja uma pessoa frustrada por se acovardar sobre os desafios que você precisa encarar. Você foi chamado por Deus, estrategicamente, para fazer algo específico que possa contribuir para o aumento do Reino dEle. Toda capacitação já te foi concedida; você só precisa crer e agir em fé!

O medo estrangula a sua crença

O medo é o estopim que acende a incredulidade. Por isso, medo e crença não podem andar juntos. Basta olhar para o povo de Israel que, após ser liberto do Egito e ter a promessa de desfrutar de uma nova vida, não entrou em Canaã por medo!

Quando os espias foram até lá, disseram: “A terra é boa, mas tem gigantes, povos mais fortes e mais numerosos que nós. Não vamos conseguir!”. Mas eles não tinham a promessa que conquistariam aquele lugar? Sim, mas deram mais atenção ao tamanho dos seus adversários do que ao Deus que tinha empenhado uma palavra com eles! A humanidade deles falou mais alto, quando deveriam ter sido impulsionados pela crença!

Quando toleramos o medo, estamos contaminando a nossa fé. Se a nossa fé se desfaz, não temos mais força para vencer nada. O domínio do medo trabalha para neutralizar a nossa certeza a respeito da pessoa de Deus e do que Ele promete.

Deus também tem uma proposta para a tua vida, mas é claro que surgirão obstáculos. Você vai deixar de desfrutar o que Deus preparou para você por medo, por covardia, pelo sentimento de incapacidade, quando você tem um Deus Todo-poderoso ao seu lado?

“(…) porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.” (1 João 4:4b)

Quando nós ouvimos a Palavra, tem que haver uma resposta, e a resposta é a crença, pois o justo viverá pela fé (Hebreus 10:38a).

Deus planejou que avançássemos, conquistássemos coisas, progredíssemos continuamente, mas o medo impede a pessoa de sair do lugar. Ainda por cima, contamina pessoas ao redor para que não creiam também.

Você precisa responder a Deus em crença, senão, a Palavra de nada adiantará. A incredulidade nos deixa fora da terra da promessa. Decida crer nela e apostar todas as suas fichas em Deus!

Para fixar:

O medo impedirá que você veja as promessas de Deus se cumprindo na sua vida. Medo e fé não podem caminhar juntos. Você precisará decidir de que lado quer estar. Se você decidir crer em Deus e na Sua Palavra, Ele poderá agir em seu favor.

 

Você é forte e corajoso, totalmente capaz de vencer o medo!

Você não precisa viver sobrecarregado de ansiedade, preocupação, imaginando os piores cenários, escravizado por causa de uma Síndrome do Pânico ou qualquer outra coisa derivada do medo.

Veja o que Deus disse a Josué quando ele assumiu o lugar de Moisés e passou a ser o líder do povo de Israel rumo à terra prometida:

“Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” (Josué 1:9)

Josué conseguiu? Sim, conseguiu! Se Josué se concentrasse nas dificuldades, no tamanho dos inimigos, nas habilidades que ele não tinha naturalmente, ele não teria chegado lá!

O medo vai bater na sua porta muitas vezes ainda durante a sua vida. Se você deixá-lo entrar, ele ficará muito à vontade para te destruir. Mas, se você resistir a ele firmemente em fé, ele terá que ir embora.

E se o medo já tiver se instalado? Agora, o trabalho é fazê-lo ser desalojado; combatendo-o de dentro para fora.

Vivemos em um confronto de forças. De um lado, a Verdade nos anima, levanta e fortalece; do outro, a imaginação temerosa, os pensamentos e outras coisas que nós enfrentamos nos põem para baixo.

Se você quer vencer e mudar a forma de enxergar as ameaças, deposite atenção e foco na Palavra. Você precisa ter certeza de quem Deus é e do que Ele faz por você!

Fazendo isso todo dia, eu te garanto que o medo não terá mais espaço para te destruir, pois a Verdade vai te preencher por completo, expulsando todo temor! Quando a luz chega, as trevas têm que ir embora!

Não aceite o rótulo do inferno de que você é fraco, derrotado, que é escravo do medo, que é doente e dependente de remédios para viver! Você não é!

Você é livre em Jesus para viver uma vida cheia de alegria e de concretização de sonhos!

“Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” (1 João 5:4)

Você foi chamado para ser um vencedor e isso inclui ser livre de todo medo! Tome posse disso!

 

Em direção ao amadurecimento

TAGS: medo

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

>